Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Na manhã da última quinta-feira (14), o prefeito Fabiano Ribeiro de Santana se reuniu no Centro Comunitário do povoado Vieira do Moxotó, com moradores da região Moxotó para a apresentação do Programa Água Doce (PAD) -Implantação de Sistemas de Dessalinização nas Comunidades dos Municípios Alagoanos - , que já havia sido levado à região Serrana do município no dia anterior.

Se reuniram representantes dos poderes executivo  e legislativo municipal, instituições do Governo Estadual, coordenadores e secretários municipais,  e convidados. 

Dentre os presentes estavam: Representando o Poder Legislativo, Vereador José Sarto que é 'filho da região' e Zé Carlos Cabeção.

José Valdir Secretário de Meio Ambiente e de Recursos Hídricos com sua equipe, o Secretário de Agricultura, Arator Morais, Profissionais do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), Agentes de Endemias e representantes da Associação de Agricultores locais, na pessoa do Sr. Agailton.

Na preleção, Tânia Oliveira apresentou um pouco sobre o Programa e falou sobre a equipe envolvida no projeto. O Engenheiro Civil, Carlos Florentino lembrou da importância da água e da sua qualidade, também os processos a serem tomados durante o processo de dessalinização.

Antônia Duarte iniciou a apresentação do projeto para a população, relatando o direito do homem de ter água potável para seu consumo, sendo uma obrigação jurídica. Também explicou sobre as prioridades do programa.

O objetivo do Programa não é encanar água até as residências locais, mas sim, deixar a água de boa qualidade para consumo e será ofertada para a população por meio de um Chafariz/Reservatório, onde será controlada a quantidade e os dias da semana por um responsável nomeado pela própria população. 

O prefeito Fabiano Ribeiro falou da melhoria de vida que o povo da Região vai obter com a vinda desse dessalinizador, uma vez que a região é uma das mais castigadas pela seca em Alagoas, e a chega dessa máquina amenizaria as necessidades dos moradores daquelas localidades. Ressaltou a importância da união da comunidade e ofertou ajuda em qualquer necessidade dos munícipes. "Estamos dando um grande pontapé inicial com esse dessalinizador, cabe a população estudar meios rendáveis para o aproveitamento de tudo. O dessalinizador produz a água potável; o concentrado, ao invés de despejado no solo, passa a ser utilizado na criação de alevinos de Tilápia em viveiros escavados e impermeabilizados; desses tanques, parte do concentrado é canalizado para a irrigação da planta Erva-Sal que sobrevive bem em solos salinos e é boa forrageira (tem teores de 12 a 16% de proteína bruta)", afirma.

O PAD está estruturado em seis componentes: gestão, pesquisa, sistemas de dessalinização, sustentabilidade ambiental, mobilização social e sistemas de produção. O componente da gestão é responsável pela formação de recursos humanos, elaboração de diagnósticos técnicos e ambientais, manutenção e operacionalização dos sistemas, além de dar o apoio ao gerenciamento e manutenção dos sistemas. O componente pesquisa é direcionado à otimização dos sistemas de produção com o aprofundamento dos conhecimentos em plantas halófitas, nutrição animal e piscicultura.