Button é pole e Barriquello segundo em dobradinha da Brawn

  • 28/03/2009 03:27
  • Esporte

Até 4 de março, ela não existia. Neste sábado, a equipe Brawn GP comprovou os bons resultados nos dois testes que fez e colocou os seus dois pilotos na primeira fila do GP da Austrália. Com o domínio total da sessão, o inglês Jenson Button conquistou a pole position com o tempo de 1min26s202, na madrugada deste sábado.

O brasileiro Rubens Barrichello ficou 0s303 atrás de seu companheiro de equipe e sairá na segunda posição, após ser o melhor nas duas primeiras etapas do treino. Esta é a quarta vez que Button sairá na frente de uma prova da Fórmula 1, sendo a primeira desde a edição 2006 do mesmo GP da Austrália.

A equipe criada por Ross Brawn fez valer o bom ajuste feito no carro, após ter comprado o espólio da antiga Honda, equipe na qual Brawn era o diretor-técnico no ano passado e tinha a mesma dupla de pilotos que levou para sua escuderia.

"Tenho de agradecer Ross pelo carro que nos deu. É um carro muito bom e todos estão de parabéns", disparou Barrichello, que não largava na primeira fila de um GP desde outubro de 2004, quando foi pole no Brasil.

Por outro lado, os dois protagonistas da temporada 2008 foram meros coadjuvantes. Atual vice-campeão, Felipe Massa sai apenas na sétima colocação do GP de abertura da temporada, enquanto o inglês Lewis Hamilton larga em 15º.

A terceira posição do GP da Austrália ficou com o alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, com 1min26s830, seguido pelo polonês Robert Kubica, da BMW, e pelos alemães Nico Rosberg, da Williams, e Timo Glock, da Toyota.

Já a McLaren foi a grande decepção da sessão, confirmando os problemas que já vinham se desenhando nos treinos livres e nos testes feitos neste mês. O campeão Lewis Hamilton escapou por apenas 0s049 da eliminação logo na primeira etapa e acabou ficando no box na segunda, com problemas no câmbio. Assim, o inglês sairá na 15ª posição, logo atrás de seu companheiro de equipe, o finlandês Heikki Kovalainen.

A Renault foi outra que mostrou desempenho ruim, vendo os dois carros alijados da briga pela pole position. O espanhol Fernando Alonso sairá na 12ª colocação, cinco postos a frente do brasileiro Nelsinho Piquet.

A corrida tem largada prevista para às 3h (horário de Brasília) deste domingo . Serão 58 voltas no circuito de 5.303 m em Albert Park, na cidade de Melbourne.

O treino
Maior decepção dos treinos livres e dos testes, a McLaren voltou a apresentar um desempenho sofrível e, por pouco, Hamilton não foi eliminado logo na primeira etapa do treino oficial. O inglês obteve apenas a 15ª colocação, ficando no limite, superando o suíço Sébastien Buemi por apenas 0s049 na ocasião.

Além do único estreante da temporada, a primeira fase eliminou o brasileiro Nelsinho Piquet, que sai na 17ª posição, com o tempo de 1min26s598. Ele já havia ido muito mal nos três treinos livres, ficando entre os três piores nas últimas duas sessões. Se a McLaren sofreu, a Brawn GP comprovou o bom início colocando Barrichello e Button na frente.

Mas o pesadelo confirmou-se para a equipe de Woking na segunda parte da sessão. Hamilton sequer saiu do box com problemas no câmbio e largará em 15º lugar. Na pista, o finlandês Heikki Kovalainen também sofreu e não conseguiu ser mais rápido que ninguém, ficando assim na 14ª posição do grid. Quem também ficou fora da "superpole" foi o espanhol Fernando Alonso, 12º com a Renault, e Nick Heidfeld, da BMW, que sai em 11º.

A dupla da Brawn GP repetiu a ótima performance e foi novamente a mais veloz, com Barrichello outra vez na frente. Com o domínio, os dois voltaram com tudo para a disputa da pole. Button cravou o melhor tempo no início da superpole, foi superado pelo brasileiro, mas conseguiu a quarta pole da carreira na sua última tentativa.

Veja abaixo o grid de largada para o GP da Austrália:

1. Jenson Button (GBR) - Brawn GP - 1min26s202
2. Rubens Barrichello (BRA) - Brawn GP - 1min26s505
3. Sebastian Vettel (ALE) - Red Bull - 1min26s830
4. Robert Kubica (POL) - BMW - 1min26s914
5. Nico Rosberg (ALE) - Williams - 1min26s973
6. Timo Glock (ALE) - Toyota - 1min26s975
7. Felipe Massa (BRA) - Ferrari - 1min27s033
8. Jarno Trulli (ITA) - Toyota - 1min27s127
9. Kimi Räikkönen (FIN) - Ferrari - 1min27s163
10. Mark Webber (AUS) - Red Bull - 1min27s246
11. Nick Heidfeld (ALE) - BMW - 1min25s504
12. Fernando Alonso (ESP) - Renault - 1min25s605
13. Kazuki Nakajima (JAP) - Williams - 1min25s607
14. Heikki Kovalainen (FIN) - McLaren - 1min25s726
15. Lewis Hamilton (GBR) - McLaren - sem tempo
16. Sébastien Buemi (SUI) - Toro Rosso - 1min26s503
17. Nelsinho Piquet (BRA) - Renault - 1min26s598
18. Giancarlo Fisichella (ITA) - Force India - 1min26s677
19. Adrian Sutil (ALE) - Force India - 1min26s742
20. Sébastien Bourdais (FRA) - Toro Rosso - 1min26s964